Síndrome da perfeita

Síndrome da perfeita

Eu não sou perfeita.
Eu não posso ser perfeita.
Eu não quero ser perfeita!

Já postei aqui sobre o problema da mulher maravilha. Enquanto lutamos em um mundo totalmente decadente, perfeição não existe. Ok, isso você já sabe. MAS SERÁ QUE SABE MESMO? Tenho feito esta pergunta pra mim mesma há um certo tempo, com mais frequência nos últimos meses, estando grávida. Aliás, foi um tema que relutei muito para escrever, mas agora, no 9º mês de gestação, sinto-me mais confortável para falar (e falarei mais e mais, podem me aguardar, mamães).

“Eu realmente sei que perfeição não existe?”. Quero lançar esta pergunta pra você aí do outro lado a partir de um fenômeno que tem acontecido no “momento maternidade”, e você pode nem estar grávida ou nem ser mãe para se identificar com o que vou dizer. Com a explosão das redes sociais, este fenômeno fica mais escrachado, mais vivo, mas ele existe há muito tempo.

A primeira vez que me deparei com ele foi numa notícia em um canal de entretenimento, que anunciava escandalosamente o desfile da marca de lingerie mais famosa do mundo, Victoria´s Secret. A modelo em questão era Heidi Klum, hoje já aposentada das passarelas. Linda, simpática e, com 2 meses de seu pós-parto, lá estava ela em sua majestade magra, desfilando. Lembro como se fosse hoje, pensei: “Uauuuuu, caramba, dois meses pós-parto e ela já está assim? Um dia quero ser como ela”.

Victoria´s secret fashionshow 2008 / Miami Beach, 15.11.2008

Heidi Klum no desfile da Victoria´s Secret 2 meses após o parto

Aí passou o tempo, e a “moda” pegou. A brasileira Adriana Lima surgiu bela e irretocável 2 meses após ter colocado no mundo um bebê:

Adriana Lima 1 mês pós parto desfilando para a Victoria´s Secret

Adriana Lima 2 meses pós parto desfilando para a Victoria´s Secret

Aí as redes sociais chegaram para tornar tudo mais rápido e assustador. Vamos diminuindo os tempos de pós-parto. A modelo brasileira Carol Trentini, 1 mês após o parto de seu filho Bento, posta esta foto em seu instagram:

Estava aqui de bobeira e resolvi postar uma foto da minha barriga pós parto

Estava aqui de bobeira e resolvi postar uma foto da minha barriga pós-parto

A lista não para. A ex-bbb Adriana Sant´anna também entrou na onda, e 10 dias após parir mandou logo essa foto despretensiosa:

Foto espontânea e natural sobre o pós parto

Foto espontânea e natural sobre o pós-parto

Deborah Secco não ficou atrás, afinal 10 dias é “tempo suficiente” para que qualquer corpo volte ao normal:

Olha o antes e depois

Olha o antes e depois (da esquerda pra direita)

E para fechar com chave de ouro, uma nutricionista que ganhou notoriedade na internet por exibir uma barriga grávida e cheia de gomos, exibe uma foto e legenda bem completos em seu perfil no instagram:

EEla escreveu assim: "Bom dia cheio de energia. Fotos de dez dias pós-parto! Eu consigo, você consegue, todos conseguem. Basta trabalhar dentro de você uma palavra: determinação. Então, siga em frente e não olhe para trás!"

Ela escreveu assim: “Bom dia cheio de energia. Fotos de dez dias pós-parto! Eu consigo, você consegue, todos conseguem. Basta trabalhar dentro de você uma palavra: determinação. Então, siga em frente e não olhe para trás!”

Deu pra entender o fenômeno? De acordo com estas informações, somos “laçadas” à força para que pensemos que estes casos são a regra, quando eles nada mais são que grandes exceções e, algumas vezes, excessos. Digo excessos porque algumas vezes famosas e não famosas usam de modos nada saudáveis e recomendáveis para estar em forma. Muitas destas mães colocam sua aparência antes da saúde delas e dos filhos, pois uma dieta restritiva e exercício pesado podem levar à diminuição e até perda total do leite. E aí? Vale a pena a corrida contra o tempo para ficar sarada pós parto? Talvez para ganhar dinheiro no desfile, para aparecer magra no Instagram ou provar sei lá pra quem que você conseguiu… Fora que acaba funcionando assim: As que supostamente conseguiram são consideradas melhores e perfeitas, quando na verdade não existe perfeição na foto mostrada. NÃO EXISTE PERFEIÇÃO EM NINGUÉM.

Esse tema me chocou e choca, pois como já disse esta é bem a fase que estou passando. Saí de um ponto na vida em que me exercitava com frequência, estava magra, com tudo no lugar, não podia reclamar. Como típica mulher que sou, sempre achei que poderia melhorar, mas hoje, do alto da minha hiper barriga de 9 meses, vejo que estava chapada e não tinha percebido. Os quilômetros nas minhas corridas diminuíram, logo passaram a ser caminhadas vigorosas, depois disso caminhadas mais lentas e ofegantes, um pilates (já que cansava menos), até que o que sobrou foi a piscina (porque você não transpira e seu peso não importa). Haha boa tática!

Aí me peguei pensando: “e quando a bebê nascer? Como será que vai ficar meu corpo? Como eu vou lidar com isso? Será que eu vou conseguir voltar ao que era? Será que terei uma barriga chapada novamente?” E você percebe que estas questões invadem a vida da mulher não só na questão da maternidade, mas em todos os outros aspectos. Na internet todos parecem mais bonitos, mais bem cuidados, mais arrumados. A casa de todo mundo está impecável, o cabelo nunca desarruma, tem almoço gourmet sempre, a dona de casa é fera… Mas existe esperança, minha amiga bonita. A internet ainda reserva algumas pérolas:

Sinceridade e normalidade, para acalmar o coração

Sinceridade e normalidade para acalmar o coração

Quer saber? Eu não sei como vai ser comigo (certeza que nada de 10 dias ou 1 mês, pois aí é coisa rara, aceita que dói menos, amiga). Mas uma coisa eu tenho certeza, se as pessoas parassem de fazer este DE-serviço na internet, seria tudo mais fácil. Vamos parar de cobrar de nós mesmas uma “regra” que na verdade é “exceção”. Que cada uma do seu jeito, com seu tempo, com sua história, com sua luta, com sua vitória. Se a coleguinha conseguiu ficar com a barriga chapada 10 dias após o parto, ótimo. Só não ache que isto é padrão. Não fique frustrada se este não for seu caso. Se a outra mãe já faz 1 ano de pós-parto e ainda não conseguiu mandar embora os quilos ganhos na gravidez, deixa ela uai! Juntas na luta pela nova regra de vida:

Eu não sou perfeita. Eu não posso ser perfeita.
Eu não quero ser perfeita!

por Naysa Rabelo

4 Comentários

  1. Naya, eu nem tô grávida, mas acredita que já me cobro pra quando isso acontecer? Vejo essas famosas exibindo sua evolução absurda em 10 dias e já me peguei achando que esta era a regra. Muito bom abrir a mente com esse post. Já tô ansiosa para os posts depois que a Dora nascer!

    15 de março de 2016 @ 16:11
    • Eu também pensei assim bastante tempo amiga… fiquei pensando que ia conseguir sim… que afinal de contas, eu sempre me exercitei, ia conseguir. Mas depois que sua barriga já está tão grande que você não consegue ver os pés (ainda consigo ver a pontinha, kkkk), você começa a pensar diferente. E depois que você pensa que sua prioridade não vai ser essa, sai um peso das costas. Nós não temos obrigação de nada. Somos pessoas diferentes, com realidades diferentes e cada uma sabe o que é ser quem é. Tomara que nossa caminhada vá ficando mais leve nesses aspectos de autoestima e cobrança, pq o mundo já é terrível demais pra gente ficar pensando em uma barriga chapada custe o que custar!!!!

      16 de março de 2016 @ 8:55
  2. Giovanna Eugênia

    Post muito relevante! Sou magrinha e estou fazendo planos pra engravidar no ano que vem, e tenho tanto medo de perder a forma.. Mas temos que lembrar que o essencial é curtir a família; a prioridade não deve ser ficar magra.
    Só uma correção: a primeira foto que vc mostrou é da Deborah Secco ANTES de engravidar, e não depois do parto. A foto pós-parto é essa em que ela carrega a filhinha no braço. Se bem que, se olharmos depressa, quase dá pra confundir as duas fotos rsrs. Há pouca diferença (no pós-parto o rosto dela tá mais redondo, os seios maiores e a barriga menos chapada).
    Olho pra essas fotos e dá uma invejinha gospel rsrs. Mas penso que, se pra ficar com o corpo “perfeito” em poucos dias, terei que tirar tempo ao lado do baby pra malhar… Então deixa flácido mesmo rsrs Um dia volta! rsrs
    Adoro o blog! Beijão!

    15 de março de 2016 @ 21:24
    • Giovanna, obrigada pela correção, é verdade, a foto do pós parto é com o bebê (mas a barriga tá chapada mesmo assim kkkk, inveja gospel meeeesmo, não precisamos mentir). Mas você disse uma coisa muito sábia: Se pra ficar com o corpo dos sonhos você tiver que priorizar o que não é prioridade, não vale a pena. Nós somos bombardeadas de forma muito brutal na vida. Nós mulheres temos que nos apoiar e nos orgulhar por sermos quem somos, por fazer o que fazemos… Chega de sofrer!!!!! Bjus bonita!

      16 de março de 2016 @ 8:52

Publicar um comentário

Seu e-mail será nunca publicado ou compartilhado. Campos obrigatórios são marcados *

*
*

ou