Bullying e autoestima

Bullying e autoestima

Sinta-se confortável em sua própria pele

(fonte: site Hypeness)

No dia 20 de abril, a página do Facebook ‘Spotted in Windsor’ recebeu o relato anônimo da mãe de uma adolescente. Ela narrou sobre os problemas de autoestima que sua filha de 15 anos vem enfrentando por conta do bullying de colegas da escola e de como ela recebeu uma ajuda inesperada da vendedora de uma loja de maquiagem. O post começa: “Minha filha tem 15 anos de idade e está enfrentando um momento difícil com a sua autoestima. Ela é ridicularizada sem piedade por muitas ‘jovens mulheres’ (estou tentando ser delicada com os adjetivos) que frequentam o colégio delaElas a criticam por suas roupas, sua pele, sua voz, seu cabelo, suas sobrancelhas, e a lista continua. É triste dizer, mas esse bullying constante fez com que minha linda filha se convencesse que ela não é bonita, e sua personalidade expansiva e divertida diminuiu”, contou.

Ela continua dizendo que, a pedido da menina, a levou até a Sephora (loja de cosméticos) para comprar alguns produtos que a fizessem se sentir mais confortável no colégio e que talvez fizessem os comentários maldosos desaparecerem. “O principal motivo pelo qual eu estou escrevendo esse desabafo é por causa do serviço que eu recebi na loja e a impressão que a vendedora deixou na minha filha“, disse a mulher. Então ela fala como a atitude da jovem ajudou sua filha: “Nós estávamos há algum tempo na loja quando uma jovem se aproximou e perguntou se nós precisávamos de ajuda (Shayna? Shaina? Me perdoe, mas eu não consigo me lembrar da maneira correta de escrever o nome dela, mesmo tentando decorar a etiqueta).

Ela era uma mulher pequena e loira, lindíssima, e poderia muito bem ser uma das meninas que atormenta a vida da minha filha. Nós nos sentimos intimidadas neste tipo de loja — as vendedoras normalmente são lindas, exalam confiança… para alguém nova no mundo da maquiagem, ou alguém que já tem problemas de autoestima, é fácil se sentir inferior. Desta vez, eu fui surpreendida”, escreveu.

Sua bondade com a minha filha foi o que me surpreendeu. Me pareceu que ela compreendeu os problemas de confiança da minha filha durante a conversa e foi além ao tentar fazê-la se sentir confortável na sua própria pele. Ela apontou as áreas que minha filha mais tem reclamado e sentido insegura recentemente (como suas sobrancelhas cheias, seus cabelos cacheados, tudo o que eu peço para que ela aceite) e expressou o quão bonitas essas características são. Ela também falou como a vendedora se conectou com a adolescente: “Ela não poupou tempo para tentar se relacionar com a minha filha. Elas conversaram sobre o dia a dia no colégio, sobre autoconfiança, sobre o que faz uma pessoa realmente ser bonita e como maquiagem deve ser usada apenas para ressaltar sua beleza natural. Ela foi tão genuína, bondosa e atenciosa. Elas até brincaram um pouco e eu vi a minha filha fazer brincadeiras pela primeira vez em meses. É louco como apenas 20 minutos de interação podem ter um impacto tão profundo. Então, Shayna, eu espero que você leia isso e, do fundo do meu coração e da minha filha (que não implora mais para depilar as sobrancelhas), um sincero e agradecido muito obrigada”, concluiu.

Nos comentários da publicação, internautas logo identificaram a vendedora responsável pela ajuda na melhora da autoestima da adolescente como sendo Shayna Bojaniwski, residente da cidade de Ontário, no Canadá. Ela se manifestou após a repercussão da história:

shayna_autoestima

Eu só gostaria de dizer obrigada a todos que deixaram comentários bondosos. Eu estou sem palavras após todo o amor e mensagens bonitas que recebi, tantos dos meus amigos e familiares, como de estranhos. Parece cliché, mas eu apenas fiz o que eu esperaria que qualquer pessoa fizesse nesse tipo de situação e o que eu gostaria que alguém tivesse feito por mim alguns anos atrás. Para a menina: eu espero que você esteja se sentindo melhor! Venha me visitar em breve”.

bullying_beleza

Ao ler este caso, pensei em quantas oportunidades temos de mudar a vida de alguém em momentos simples do cotidiano. Veja só quantas chances temos de levantar uma autoestima caída, de elogiar alguém preso em sua insegurança e de valorizar a naturalidade e diversidade humana. Parece improvável uma vendedora de maquiagem recomendar a uma menina insegura que apenas ressalte suas características naturais, ? Ela poderia simplesmente convencê-la a depender de máscaras para se sentir melhor e confiante, mas fez o contrário. Acredite, suas palavras são capazes de mudar toda a história de alguém.

Ame, elogie, valorize.

por Emanuelle Sales

4 Comentários

  1. Rubsleia pontes souz

    Lindissima história de amor ao próximo.Deus se sente feliz ao ver tudo isso do seu trono!

    3 de maio de 2017 @ 16:45
    • Emanuelle Sales

      Deus usa situações inusitadas e pessoas improváveis para alegrar seus filhos =)

      3 de maio de 2017 @ 16:59
  2. SIDNEIA RAMOS DE AGU

    realmente em um mundo onde pessoas supervalorizam a aparência dentro de padrões de moda, é de extrema importância pessoas que ainda amam o padrão de beleza do Criador. Fico feliz em ver reportagens como essa porque eu posso dizer com ampla certeza que me entristece ver no meio cristão juvenis fazendo bulling com as outras por causa da cor de pele, tipo de cabelo, etc…

    3 de maio de 2017 @ 23:26
    • Emanuelle Sales

      Muito triste ver que isso é uma realidade, e ainda bastante popular. O bullying revela a maldade e a instabilidade humanas. Que a gente seja luz, e não treva. Beijos

      4 de maio de 2017 @ 15:06

Publicar um comentário

Seu e-mail será nunca publicado ou compartilhado. Campos obrigatórios são marcados *

*
*

ou